O verdadeiro presente de natal

By Larissa Bueno - dezembro 24, 2019



 Quando era criança passava o ano na ansiedade de decidir o que iria pedir de natal para o meu pai. E todos os anos, um após o outro, mesmo ganhando as vezes os presentes que eu queria, nunca, de fato esses presentes me preenchiam por muito tempo. Aos poucos fui percebendo que essa não é a essência verdadeira do natal: ganhar presentes. O verdadeiro presente foi nos dado quando Jesus se fez homem, por amor a nós e não só isso como se entregou por amor de todos para que tivéssemos vida. Não tem nada a ver com o que vamos encontrar em cima da nossa cama, ou o que vamos receber no amigo oculto, tudo isso reflete a nossa vida, e ela que é o nosso presente. Estarmos vivos é mais importante que qualquer presente que alguém poderia nos dar. 

Quero convencer vocês disso nesse post. Então reflitam comigo. Você provavelmente conhece alguém que recentemente teve uma perda enorme na família. Se não, os noticiários estão cheios de notícias assim. Mesmo que essas pessoas, que perderam um ente querido, ganhasse um milhão de reais como presente de natal, pode ter certeza, que se pudessem, dariam todo o dinheiro e qualquer outra coisa para terem essas pessoas ao redor da mesa, na ceia de natal. 

Existe uma graça maior nessa data e o interessante pra mim é que ela se manifesta na união de toda a família. Mesmo que morem longe, no final de ano é o tempo se estarem juntos. Há conversas por todo canto da casa, as vovós sempre na cozinha preparando o prato favorito da família ou até mesmo aquele churrasco, com direito a pudim de sobremesa, uva passas em tudo e aquele parente reclamando porque não gosta rsrs, um pouco de música, as meias como presente de amigo secreto, lembranças, muitas risadas e o que não pode faltar são as tias perguntando sobre os namoradinhos. Bom esse ano elas podem perguntar a vontade pra mim rs.

Infelizmente não é todo mundo que aproveita enquanto pode essa data ao lado de quem ama. Muitas vezes por não gostar de comemorar ou por sempre acabar em confusão. Enquanto existem pessoas que talvez não tenham uma mesa tão farta e não conseguiram comprar um par de meias para o outro, pois a situação financeira apertou ainda mais, sabem mesmo com tudo isso aproveitar cada segundinho com o outro e estar grato por estarem juntos mais um ano com vida. As vezes reclamamos por tão pouco...
  
O que faz essa data ser tão especial não é o dinheiro, ou o que se pode fazer com ele. Mas estar com quem você ama, mesmo que alguns não possam estar juntos, devido à distância, o coração precisa se alegrar e ser grato a Deus por tudo o que viveram durante o ano, tanto pelas coisas boas quanto pelas ruins e que mais do que nunca estão ali um do lado do outro, de modo literal ou não, comemorando a vida. 

Compartilhe com quem você gosta!
Com Carinho, Lari.

  • Share:

Você pode gostar também

0 comentários