Como aprender a tocar ukulele em casa

By Larissa Bueno - maio 27, 2020


Quem me acompanha a algum tempo sabe que eu aprendi a tocar ukulele sozinha e desde então recebo sempre muitas perguntas sobre como eu fiz para aprender, quais são as minhas dicas para quem está pensando em aprender, qual ukulele comprar e entre tantas outras perguntas que vou discorrer todas aqui nesse post.

Se você pulou aqui de paraquedas e nunca ouviu falar sobre mim, bom eu sou a Lari, como costumam me chamar e eu tenho um canal que atualmente está um pouco desatualizado onde gravo covers tanto com o violão tanto com o queridinho ukulele. E todas as vezes que posto algum video, recebo sempre as mesmas perguntas que eu também tive no inicio da minha jornada de aprender a tocar que foi a mais de dois anos atrás, entretanto não tive ninguém para tirar minhas dúvidas, tive que aprender na marra e sozinha, afinal, ninguém nem sabia o que era um ukulele na época, hoje em dia- como se já tivessem passado décadas rs- praticamente todo mundo sabe o que é, mesmo que algumas vezes insistem em compará-lo ao cavaquinho.



Pra inicio de conversa: o Ukulele não é um cavaquinho. O ukulele tem um som mais havaiano se perceberem bem pois ele é feito, em grande parte, de uma madeira chamada Koa, que é um tipo de madeira tipico do Hawaii. O Ukulele tem suas cordas de nylon, diferente do cavaquinho que são usadas as de aço. Além do mais, para tocar ukulele você não precisa usar uma palheta por exemplo, a gente toca com as pontinhas dos dedos mesmo. Outro ponto interessante também que os distingue um do outro é que o Ukulele possui vários modelos, que se diferem por tamanho, o que não é o caso do cavaquinho, que não possui uma variedade quanto as do ukulele.

Depois dessa breve introdução, quero compartilhar a minha experiencia de como eu fiz para tocar ukulele tão rápido e em seguida contar pra vocês algumas das minhas melhores dicas para fazer valer a pena todo esse processo de aprendizado. Eu já tocava violão fazia alguns anos, então quando ganhei o meu ukulele no meu aniversário de 18 anos, depois de ter ficado apaixonada por ele através de videos que assisti no youtube, no mesmo dia aprendi vários acordes e no dia seguinte estava tocando a minha primeira música para a família ouvir. Não desgrudei até realmente começar a tocar, direito, só eu e eu, sem nenhuma instrução ou algo do tipo. A minha principal dificuldade não era quanto aos acordes, como trocar de forma rápida pois como já sabia tocar outro instrumento não tive dificuldade nisso, o que pegava mesmo era quanto ao ritmo, não tinham tantos videos no youtube quanto hoje tem,não tinha nenhum professor ensinando a tocar, então tive que aprender na prática, com um tempinho foi ficando mais fácil embora até recentemente não sabia dominar as batidas como as pessoas hoje fazem, por exemplo: baixo, cima, baixo, cima, baixo. 

As pessoas comentam até hoje nos meus videos: "Qual batida você usou" e eu insisto em responder "Eu não sei, sinceramente" e é a mais pura verdade, pois como aprendi tocando, não fiquei preocupada em gravar se era dois pra baixo, um pra cima e por aí vai, só coloco na minha cabeça vou tocar tal música e acompanho o ritmo dela sem dificuldade e sem parar pra raciocinar o que eu realmente estou fazendo, dando nome aos bois, como dizem, talvez seja por isso que pra mim é fácil tocar qualquer música sem me preocupar tanto com as batidas.

  1. Você precisa de um Ukulele: Pode parecer obvio mas sem ele não tem como aprender. Antes de ganhar o meu eu estava pesquisando algumas coisas sobre, mas mesmo que eu passasse horas estudando aquilo que eu lia sobre os acordes, eu precisava mesmo era de aprender na prática, porque ler/estudar é uma coisa, a prática é que é a coisa mais importante. Indico pra vocês o Ukulele da Shelby, que além de barato é um Ukulele fácil de encontrar, tem na versão Soprano que é a mais comum mas indico um que é um pouco maior que é o Concert, você pode conferir um clicando aqui.
  2. Não queira aprender tudo de vez: Quando começamos a andar não saímos correndo por aí por km de distância. Foi um passo de cada vez. A mesma coisa quanto ao falar e outras coisas da nossa vida. Se você nunca tocou outro tipo de instrumento, terá uma dificuldade inicial, como qualquer pessoa ao tocar pela primeira vez e isso é normal, entretanto focar em tudo ao mesmo tempo não é uma boa ideia nesse inicio. Você quer aprender da forma certa, não é? Para isso vai precisar levar tempo até se acostumar com ele, com os acordes e com as batidas, mas tente cada coisa por vez.
  3. Foque em aprender os acordes primeiro: Sem batidas legais conseguimos até tocar alguma coisa, aqui acolá, mas sem acordes é impossível tocar, porque tudo se resume a eles. Existem algumas listas de acordes prontos no google para baixar e treinar, mas o que eu indico mesmo é pegar aqueles bem básicos, que foram os que comecei a aprender: C G Am F. Com esses quatro acordes que fazem parte do campo harmônico de Dó você conseguirá tocar uma infinidade de músicas, as vezes só alternando a ordem dos mesmos.
  4. Tente aprender as batidas ao ouvir o ritmo da música: a dica é tocar junto com a música que quer aprender para conseguir aprender de forma prática, porque se você for iniciante, tenho certeza que vai funcionar bem melhor dessa forma do que se você ficar se preocupando em decorar a ordem "baixo" e "cima" e acabar se enrolando quando quiser tocar alguma música e não tiver essa regrinha, porque nem sempre você vai conseguir tê-la em mãos, como é o caso das pessoas que perguntam nos meus videos "qual a batida", eu nunca consigo explicar o que eu realmente faço, só sei tocar, mostrar tocando, mas como AINDA não faço videos de tutorial o que dá pra deixar como dica é preste atenção no ritmo da música e acompanhe enquanto escuta e tente encaixar até dar certo, uma hora vai, tenha certeza disso!
  5. Se dedique todos os dias: Não adianta tocar um dia inteiro e esquecer o instrumento por quase duas semanas, isso não dá certo, em relação a nada. Para ficarmos realmente bom em algo é preciso dedicação e constância, falo sobre isso quase sempre aqui no blog, é errando que se aprende, por isso, mesmo que hajam muitos erros, continue, não desanime muito menos desista. A partir do momento que você reservar pelo menos uma horinha durante os seus dias para treinar, vai ver, que com a prática, irá se tornar melhor a cada dia.
Uma dica extra: se grave. Por audio mesmo sabe? Pode parecer um pouco esquisito no inicio mas é isso que vai te ajudar a enxergar o que precisa mudar e evoluir, como também ao longo do tempo vai ver a sua evolução que sinceramente é a melhor parte, perceber como foi evoluindo ao longo do tempo pode te dar mais forças para continuar tentando cada dia mais.

Antes de encerrar o post quero indicar para vocês um curso maravilhoso, que você pode fazer bem aí na sua casa durante essa quarentena que vai te ajudar a aprender a tocar ukulele do inicio ao fim.  Bom, eu  acredito em você e que você é capaz se quiser aprender, por isso deixo a recomendação desse curso, você pode clicar no link aqui abaixo para adquirir e começar de vez a "tocarolar" pela casa e sair um pouco do tédio, principalmente para quem já tem o ukulele e de alguma forma não conseguiu ainda tocar, espero que possa te ajudar.  clique aqui para conferir

Espero que esse post tenha te ajudado de alguma forma e se te ajudou por favor, deixe seu feedback aqui nos comentários, vai ser muito bom ler o que você achou desse post como também compartilhe com aquele amigo ou aquela amiga que sonha em aprender a tocar mas não sabe como, tenho certeza de que vai ajudá-los.

Não deixe de me seguir no Pinterest, clicando aqui, onde compartilho várias coisas interessantes sobre desenvolvimento pessoal, organização, produtividade e outros, como também se inscreva na Newsletter, logo aqui em baixo, no rodapé do blog para que você receba as notificações sempre que sair post novo aqui no blog.

Compartilhe com quem você gosta!
Com carinho, Lari.

  • Share:

Você pode gostar também

2 comentários

  1. Instrumento contagiante! Que trás uma alegria ao tocar um feeling que não te deixa ficar estático hahaha Nice! Quem tem um tem o dever de toca-lo na praia com a brisa do vento!!! Amazing!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, ele tem a sua singularidade, adorava ir para a praia e tocar mesmo sendo confundido com um cavaquinho rs. Obrigadaa por seu comentário, é muito importante para nós!

      Excluir