Como eu cuido da minha pele com Dermatite Atópica

By Larissa Bueno - outubro 05, 2020



Produtos para cuidar da dermatite atópica, dicas para quem tem dermatite atópica, o que fazer com a pele com dermatite atópica

 A verdade é que eu sempre tive problemas de pele, em todos os meus 20 anos de vida e costumava dizer desde muito nova que eu praticamente tomava banho de hidratante e nunca resolvia aquela pele tão ressecada. Podia passar uma variedade de hidratante que não chegava nem perto de uma hidratação superficial, o que me causava frustração ainda muito nova. Os anos foram se passando e aos 17 anos de idade descobri que era alérgica a proteína do leite da vaca e intolerante a lactose, pode parecer que não tem nada a ver mas foi só eu cortar os alimentos feitos de leite que a minha pele teve uma aparente pequena mudança, que me gerou um pouco de expectativa.

Alguns dermatologistas que fui diziam que minha pele era daquele jeito por não hidratar, o que não era verdade, já que eu hidratava bastante e parecia não resolver nunca, também tinham algumas manchinhas nas costas e psoríase nas juntas que não explicavam só a falta de hidratação, havia reduzido bastante desde que cortei o leite- embora não conseguia ficar muito tempo sem comer alguma coisa- mas sempre que acabava comendo algo a minha pele no outro dia parecia ter reagido completamente ao que comi pois aparentava estar mais ressecada, o meu rosto principalmente sofria bastante aparecendo umas bolinhas parecendo espinha na testa e ao redor do rosto, como também nas costas e ainda um ressecamento absurdo na area da barriga e quadril, onde eu raramente passava hidratante pois não ficava ressecado. Relacionei o meu problema de pele com aquilo que eu comia e percebi que tinha total relação ao leite de vaca pois minha pele sempre reagia de modo negativo quando comia.

Entretanto, a coisa parecia ficar pior ainda que eu tentava ao máximo não comer nada feito com leite e pelo que percebi havia outra coisa que eu comia que também me causava essas reações, fazendo algumas pesquisas na internet descobri que pessoas com sensibilidade ao glúten apresentam os mesmos 'ataques' na pele que eu estava tendo e fiz um teste de ficar alguns dias sem o glúten (que já estava me fazendo mal no estomago) e vualá o resultado foi que a minha pele diminuiu bastante mas assim que voltei a comer piorou ao ponto de aparecer uma casquinha de ressecamento no canto da minha boca, que todos os dias saia a pele e voltava no outro dia da mesma forma. Foi então que seguindo o conselho da minha mãe procurei uma dermatologista. E sinceramente foi a melhor coisa que eu fiz pois o diagnostico dela acertou em cheio e não só isso como também tem tratado o problema genético, que acabei descobrindo, de pele que tenho que é a Dermatite Atópica.


Tenho usado desde então, já vão fazer três meses o hidratante Umiditá logo após o banho em todo o corpo, embora ele seja caro, não tenho mesquinhez de usar, passo até sentir que todo o meu corpo está bem hidratado, afinal eu passei anos da minha vida usando hidratantes que nunca resolveram e agora que está funcionando quero mantê-la o mais hidratada possível. Uso uma vez ao dia apenas, mas sempre que sinto que minha pele está precisando de mais, acabo passando duas vezes, mesmo assim no dia seguinte quando eu passo apenas uma vez a minha pele está com um aspecto tão saudável que eu nunca tinha tido antes, é fantástico.

Para as lesões que tenho no joelho, juntas e algumas manchinhas brancas quase que invisíveis na minha pele, pois tenho a pele clara e os pontos de vermelhidão, assim como a escamação no canto da minha boca, ela me passou duas pomadas que são a Tarfic e a Tompson creme. A Tompson creme não encontrei na farmácia que comprei as outras coisas, ela original então acabei comprando a genérica mesmo, pois era para usar apenas 7 dias, duas vezes ao dia, e deixar de lado e funcionou de uma forma inexplicável, principalmente na minha boca, que já estava bem sensível e em 7 dias literalmente tinha sumido. Já a Tarfic era para continuar usando até sumir as lesões duas vezes ao dia também, ainda estou usando ela mas em algumas áreas já parei de usar pois sumiram. Sobre o sabonete, a dermatologista sugeriu usar glicerinado ou sabonete de bebe, e foi o que fiz, comprei o da  Huggies, que é baratinho e eficaz, pois não contem corante e não causa alergia como era o caso de outros sabonetes que usava. 

Outras coisas que faço são as seguintes:
  • Não tomo banho com a água quente, nos dias mais frios o máximo que tomo é no morno, fora isso é banho gelado.
  • Evito contato com o sol, o máximo que aproveito é na parte da manhã para tomar a vitamina D diária fora isso evito ao máximo a exposição do meu corpo ao sol. E quando faço, passo filtro solar sempre para não queimar a pele.
  • Tento ao máximo não usar maquiagem, assim evito que o meu rosto fique mais ressecado com o contato de tantos produtos que normalmente também me causam alergia.
  • Cuido bastante da minha alimentação. Tento consumir coisas mais naturais, basicamente quase não como industrializados mais, comer bastante fruta, reduzir para uma refeição apenas o glúten quando necessário e comer muita verdura, folhas e legumes.
  • Beber muita água, afinal a pele reage aquilo que estamos ingerindo também. Por sofrer bastante com ressecamento, preciso ingerir bastante água para não piorar ainda mais as coisas.
  • Para os lábios costumo usar sempre manteiga de cacau ou um protetor labial com fator 30, pois já tive lesões na boca também.
  • Uso Huggies também no rosto, mas não lavo mais do que uma vez por dia o rosto com o sabonete e sempre passo um creme da nívea (que até então não me deu alergia e tem ajudado na hidratação) antes de dormir.
Desde então tenho visto uma melhora significante na minha pele, embora não tenha parado 100% de comer aquilo que eu não posso e afeta a minha pele. É bem notório quando como algo que causa reação alérgica em minha pele e como é bem visível, me faz querer ainda mais diminuir o consumo desses alimentos. O que tem sido difícil mesmo é a questão do glúten, pois a lactose não compro mais nada, só acabo comendo algo em aniversários que acontecem raramente, entretanto o glúten, embora ainda não tenha feito o teste de alergia, sinto que ataca cada vez mais a minha pele quando exagero nos pães, que hoje é a unica coisa que eu como diariamente.

O investimento é um pouco pesado, mas a nossa saúde deve estar sempre em primeiro lugar e a pele faz parte dela, não me arrependo nem um pouquinho em ter comprado esses três ítens que a dermato passou pois realmente fizeram uma melhora absurda na minha pele, o que nunca tinha acontecido antes. Além do mais aumenta a autoestima, porque eu sinceramente achava que nunca teria jeito. Ela deixou bem claro também que é pra vida toda esse tratamento pois como é genético, preciso cuidar sempre, se parara volta tudo de novo, também terão dias em que vai agravar mais e pra isso é preciso ter um cuidado minucioso.

Você pode gostar de: Cuidados com o cabelo descolorido

Não deixe de me seguir no Pinterest, clicando aqui, onde compartilho várias coisas interessantes sobre desenvolvimento pessoal, organização, vida saudável, receitas e produtividade, como também se inscreva na Newsletter, logo aqui em baixo, no rodapé do blog para que você receba as notificações sempre que sair post novo aqui no blog e faça parte dos seguidores do blog se inscrevendo logo abaixo também. Me acompanhe também no instagram que é @larissabuenoc. Tem várias coisas legais por aqui aproveite para conferir navegando pela página, é muito bom ter você aqui com a gente.

Compartilhe com quem você gosta,
Com Carinho, Lari.

  • Share:

Você pode gostar também

1 comentários

  1. Oiê Lari!
    Quase surtei quando vi o seu post rsrs... Também sofro com a dermatite atópica desde criança. Sempre vivi em consultórios dermatológicos mas só consegui o diagnóstico certeiro na adolescência. Quem sofre com dermatite sabe que o incomodo não é apenas pela estética (apesar do problema quando não compreendido causar algum impacto na autoestima na minha experiência) mas também pelo incomodo físico das coceiras e até mesmo feridas quando a situação fica mais crítica. A partir do diagnóstico minha vida mudou! No corpo consegui controlar a dermatite muito bem com os produto certos (no início minha dermato mandou que eu manipulasse um cold cream) mas no rosto ainda tenho alguns problemas, ela "vai e volta" com mais frequência. A minha dermatologista me recomendou a pomada TARFIC também (confesso que ainda não comprei mas já quero!), para sabonete me recomendou o CETAPHIL que tem um preço um pouco salgado mas funciona para mim, porém, com certeza vou testar o sabonete que você citou! para hidratação do rosto (a área que tenho mais crises, principalmente em volta dos lábios e as vezes, quando a crise vem intensa tenho lesões abaixo dos olhos) minha dermato recomendou o uso do hidratante facial FISIOGEL A.I CREME (ele acalma muito a irritação da pele e diminui a vermelhidão além de hidratar muito) para os lábios eu desisti da manteiga de cacau e passei a usar a pomada de bebê BEPANTRIZ. Ela não deixa a pele branca, fica transparente então consigo aplica-la durante o dia tranquilamente em quantidade moderada(e a noite passo uma camada mais generosa para dormir) o melhor é que o preço dela é super em conta e um tubo dura bastante! Nas farmácias aqui de MG varia entre R$ 8,00 e R$ 10,00. Enfim, acho que falei demais neh?! Mas quem sofre com a dermatite atópica surta quando encontra alguém que nos entende e com quem possamos trocar dicas rsrs..

    Um beijo!
    Blog Palavras em Meus Verões

    ResponderExcluir