Como manter a sanidade mental nas redes sociais

By Larissa Bueno - novembro 04, 2020




No começo desse ano decidi que iria me afastar um pouco das redes sociais e um dos motivos principais para isso me levar a essa atitude, que acabou durando 6 meses, foi o fato de que estar nas redes sociais, presente, interagindo e compartilhando a minha vida com quem nem queria saber estava tirando a minha paz mental, fazendo com que eu me comparasse cada vez mais, desejasse coisas que eu sequer precisava e ainda mais me impedia de viver a vida de forma plena pois nos momentos que eu precisava estar interagindo com as pessoas ao meu redor, estava nada menos do que rolando o feed do instagram prestando atenção milimetricamente no que os meus olhos estavam vendo nas redes sociais mas dividindo a minha atenção com quem estava presente na vida real. 

De todo o meu coração, a minha vontade depois de ter ficado longe de tudo isso por seis meses era literalmente continuar longe de tudo isso que sinceramente não me fez falta ao longo desses meses, entretanto como uma pessoa que cria conteúdo para a internet e sabe que pode alcançar muitas pessoas através daquilo que posta, ou quem sabe alcançar uma pessoa especifica que precisa ler aquilo que escrevo, não posso ficar tão longe das redes sociais como realmente gostaria. 

Porque ficar longe de tudo isso nos trás tanta paz, as coisas ao nosso redor são suficiente para nos fazer ficar mais off sabe? 
Porque existe vida fora das redes sociais, existem projetos que insistimos dizer que nao temos tempo de trabalhar nisso, mas passamos a maior parte do nosso tempo perdendo tempo nas redes sociais de forma fútil, é claro que quem trabalha na internet precisa disso, mas muitas vezes o tempo vago que temos gastamos fazendo nada diferente de stalkear as pessoas no instagram, assistir coisas que nem fazem sentido e lá se vão tantos minutos preciosos da nossa vida. 

Em meio a tudo isso, posso te dizer uma coisa e você promete acreditar com todo o seu coração? 
É possível manter a sanidade mental estando presente nas redes sociais. Sim é verdade e não é algo impossível.

Descobri recentemente uma ferramenta no meu celular, chamada "bem-estar digital" o Ismael também encontrou no celular dele que é IOS então, por aí já vemos que não é desculpa para não utilizar, que sinceramente foi a melhor descoberta da minha vida nos últimos tempos. Que nada mais é do que uma ferramenta que controla o seu tempo de uso de cada aplicativo, e a média diária de forma automática de como você tem gastado o seu tempo no celular, indicando quantas notificações chegam, quantos desbloqueios e tudo mais.

Posso ser ainda mais sincera?

Isso é frustrante. Porque quando realmente vemos o tanto de tempo que passamos em cada rede social e aplicativo é definitivamente assustador.  Entretanto além de nos mostrar o problema, claramente também nos dá a solução que é definir temporizadores para cada aplicativo. E o mais legal de tudo isso é que quando a tempo definido acaba, você só consegue abrir o aplicativo novamente no dia seguinte.

Pode parecer loucura eu sei, mas se você está lendo até aqui é porque você realmente entende que a nossa saúde mental fica em jogo estando presente em tantas redes sociais, utilizando tantos aplicativos e estando expostos a tanto tipo de coisa na internet. Ser também radical quanto a restrições quando você não está acostumado (a) pode gerar também um tipo de revolta interna, o que na verdade não queremos, mas ir diminuindo a frequência de uso aos poucos, na minha opinião é a melhor coisa a se fazer.

Além dessa ferramenta que tem me ajudado bastante a não perder tanto meu tempo no instagram principalmente é interessante fazer uma limpa, literalmente. As pessoas que você segue tem acrescentado algo bom em você ou só tem de deixado pra baixo cada vez que assiste aos stories? Se a resposta for negativa já é um bom começo parar de acompanhar. A palavra ideal para essa dica seria MINIMIZAR para o que realmente importa para você, sofremos demais não é porque não temos muito, e sim pelo contrário, porque temos demais. Sempre separo alguns minutos para revisar aquilo que estou consumindo, não só no instagram como também no youtube, pinterest e por aí vai. Se é algo que não faz sentido pra mim, não existe motivos para ter ali presente.

Uma outra dica é: se você não está se sentindo bem, por favor tente evitar ao máximo usar as redes sociais. A probabilidade de você ficar melhor vai ser cada vez menos ficando conectada. Assim também, se estiver se sentindo super bem tente não deixar com que as coisas que você vê tirem essa alegria e te façam perder a graça daquilo que te encheu de alegria. Lembre-se também que nos tornamos ainda mais egoístas na internet, as pessoas podem não se alegrar na sua alegria e também podem não chorar quando você estiver chorando, então tente não se deixar afetar tanto e carregar as coisas de dentro das redes sociais para a sua vida, porque a ordem correta seria levar as coisas da sua vida para as redes sociais na minha opinião, pois não devemos viver em prol disso.

Para finalizar,o que mostramos nas redes sociais não deve ser algo diferente da nossa vida real. Devemos postar aquilo que vivemos, acompanhar aquilo que verdadeiramente buscamos, investir o tempo em realmente viver o que você gosta de fazer, aproveitar melhor as companhias, os lugares, registrar é bom sim, mas viver é muito melhor, na verdade o registrar deve ser uma memória daquilo que você viveu e quer reviver o momento novamente e não o contrário. Boa parte da minha vida por exemplo eu não compartilho nas redes sociais, guardo pra mim ou compartilho só com pessoas próximas, mas sempre que algo é bom de ser compartilhado sem aquela necessidade de mostrar para as pessoas que estou fazendo algo legal e interessante, então compartilho. 

Porque tudo começa na nossa mente, se formos postar para que as pessoas achem algo sobre nós, ou que a nossa vida é o máximo, acredito que por aí a nossa mente já nos condena e acabamos não conseguindo manter a nossa sanidade mental, mas se o intuito for literalmente compartilhar um momento que significou muito pra você, ou para simplesmente compartilhar algo bom, compartilhe não tem nada de ruim em fazer isso. E lembre-se você esta vivendo a vida que você deveria estar vivendo nesse exato momento, nem menos nem mais, existe um propósito em tudo, então não se importe tanto com o que as pessoas estão fazendo e você não, se atente ao seu tempo e ao seu propósito.

Estamos tendo  POST NOVO TODOS OS DIAS em novembro em comemoração ao primeiro ano de blog. Então para não perder nadinha do que está vindo por aí, todas as manhãs às  09:00 no horário de Brasília se inscreva na newsletter para receber a notificação por e-mail.


Não deixe de me seguir no Pinterest, clicando aqui, onde compartilho várias coisas interessantes sobre desenvolvimento pessoal, organização, vida saudável, receitas e produtividade, como também se inscreva na Newsletter, logo aqui em baixo, no rodapé do blog para que você receba as notificações sempre que sair post novo aqui no blog e faça parte dos seguidores do blog se inscrevendo logo abaixo também. Me acompanhe também no instagram que é @larissabuenoc. Tem várias coisas legais por aqui aproveite para conferir navegando pela página, é muito bom ter você aqui com a gente.

Compartilhe com quem você gosta,
Com Carinho, Lari.

Como acabar com o vicio nas redes sociais
Cuidar da saude mental na era digital
Como manter a saude mental no instagram, facebook e twitter?

  • Share:

Você pode gostar também

2 comentários

  1. Não sei se você já assistiu ou ouviu falar do documentário "O dilema das redes", mas ele fala sobre esse assunto. Quando assisti fiquei assustada com a forma como estava perdendo tanto tempo nas redes sociais. É muito necessário que a gente diminua nosso tempo na internet, pelo bem de nossa mente, e isso é válido para todos que estamos nas redes. É um processo longo, mas aos poucos vamos reeducando nossa atitude e tempo.
    Vou procurar essa ferramenta de "bem-estar digital" no meu celular, espero que tenha e que possa me auxiliar ainda mais nesse mudança.

    Post muito necessário, Lari!
    Abraços,
    Any.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Any, eu assisti também e realmente a forma explicita no documentário chega dar um susto na gente, precisamos estar em constantes mudanças e nos reeducar como você falou, porque nem tudo é estar nas redes sociais, precisamos também viver fora dela.

      Espero que encontre <3
      Beijoo

      Excluir