Procedimentos estéticos, cirurgias e suas motivações...

By Larissa Bueno - junho 09, 2021




Me deparei recentemente com a seguinte pergunta: O que eu penso em relação a fazer cirurgias e procedimentos estéticos? E de fato comecei a refletir sobre isso, em um mundo em que cirurgias e procedimentos são mais comuns do que muitas coisas ao nosso redor.

Sinceramente, não acho errado fazer, acredito que cada pessoa tem a sua opinião formada quanto a isso, entretanto tem alguns pontos que preciso abordar nesse assunto. Chega uma hora em que nos deparamos com situações de saúde que nos impelem a fazer uma cirurgia por questão de vida ou morte, ou até mesmo para a melhora de algum órgão, para a retirada de algo que não faz bem. Eu por exemplo passei por quatro cirurgias o ano passado, para retirar meus sizos. A questão aqui é: necessidade ou escolha. Até porque sinceramente se fosse para escolher, teria escolhido ficar quietinha com meus dentes na boca. Mas era algo recomendável pelos dentistas pois atrapalhariam todo o meu processo ortodôntico se os mantivesse, podendo ter outras consequências.  




Assim como várias outras cirurgias que são comuns pra gente. É recomendável pelos médicos a realizar pois algo pior poderá ocorrer caso não faça. Deus deu sabedoria aos médicos para identificarem tais problemas através da ciência e medicina. 

Fazer cirurgia na maioria das vezes é por sobrevivência, em níveis diferentes de complicações.  
Entretanto, pra mim, é triste entrar no instagram, principalmente, e ver clinicas de estéticas compartilhando o antes e depois de uma cirurgia que na verdade fora feita pelos seguintes motivos: tentar seguir um padrão do que acha que é belo, não se aceitar como é, colocar defeito estético, para deixar visualmente mais harmônico sem precisar usar filtro no instagram. 

Por acaso Deus errou? 

Cirurgias e cirurgias de rinoplastia estão sendo feitas o tempo inteiro e a maioria senão todos afirmam a mesma coisa: quero ter um nariz mais delicado, mais harmônico para o meu rosto, nunca gostei do meu nariz, ele é grande demais, não combina com meu rosto... 

Gente.

O nariz foi feito para respirar e não pra ser bonito ou agradável visualmente falando para nós.  

O resultado depois dessa cirurgia é um nariz que a sociedade impõe ser "o perfeito". Um nariz fino, arrebitado em sua maioria. Existem coisas mais importantes para nos preocuparmos, como ser uma pessoa melhor, tratar os outros em amor, até os que nos desprezam, que é a parte difícil desde exercício diário. A vida aqui é passageira sabe? Nosso corpo é apenas pó, e voltará ao pó, mas o que estamos plantando que será eterno? 

Nos preocupamos tanto com a aparência e esquecemos que a nossa essência é que precisa ser exalada, e não o contrário.  Deixamos por vezes, a nossa aparência falar mais alto, não que seja errado cuidar de nós mesmas (os), de forma alguma, mas tudo tem o seu limite.

A motivação é mais importante do que o resultado final, até mesmo porque, temos a tendência de mudar a nossa estética o tempo inteiro, mesmo que as vezes sem alguma cirurgia ou com algo que vá durar a vida inteira, como por exemplo mudar a cor do cabelo, fazer alguma sobrancelha definitiva e até mesmo tatuagens. Mas o ponto chave aqui é: Qual é a sua motivação para realizar tal coisa?

É sobre não gostar do que você vê, e então quer mudar para melhorar a sua autoestima? Ou talvez porque o mundo dita uma coisa e você quer acompanhar o que ele diz, ou ainda porque com os filtros do instagram você se acha mais bonita e por isso quer fazer o procedimento estético?

Sinceramente acho que nenhuma dessas motivações deveriam te encaminhar para fazer algo em si mesma (o). Quando você não gosta do que você vê é como se estivesse dizendo ao criador que Ele errou em fazer você do jeito que é. E nós sabemos muito bem que Ele não erra.

Por isso a pergunta para refletir aqui é a seguinte: Qual é a sua motivação para fazer um procedimento estético ou cirurgia? Se essa for a sua vontade.

Existem coisas que sinceramente merecem mais a nossa atenção e nosso foco. Não, não é pra você andar mal arrumada e desleixada.  Pelo contrário, se arruma mesmo, mas, também lembre-se que você não é só carne, o que muitos infelizmente se esquecem é que somos alma e Espírito também.  Da mesma forma que você cuida do corpo, cuide também da sua mente, daquilo que você planta dentro de si, cuide também do seu espirito e relacionamento com Deus, procurando vivifica-lo através da palavra todos os dias. 

Queremos ser mais bonitas, atraentes, e até harmônicas ( essa palavra sinceramente é hilária dentro desse contexto pra mim) massss esquecemos do interior. Ser bonita pessoalmente não vai nos fazer  uma pessoa melhor, uma pessoa agradável, mentalmente saudável e cheia de Deus. Mais do que tudo é preciso se preocupar com o que temos dentro de nós. O físico não dita quem somos. Mas sim nossos frutos, aquilo que estamos produzindo diariamente.

Eu espero que com esse texto, o espírito santo possa alcançar o seu coração, e te fazer refletir um pouquinho sobre isso. É apenas por vaidade? A nossa identidade não está naquilo que as pessoas veem, mas esta em Deus, que esta dentro de nós.

Compartilhe com quem você gosta,
Com carinho, Lari.

  • Share:

Você pode gostar também

2 comentários

  1. O ponto que deve sempre ser trabalhado é justamente a motivação. Existem casos e casos, não é possível generalizar, mas devemos relembrar constantemente que os porquês por trás fazem toda a diferença.
    Ótimo tema, Lari!

    Abraços,
    Any.
    Poetiza-te

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim & Sim Any, é preciso prestar bastante cuidado em relação as motivações...
      beijão!!

      Excluir