Respeitar a classificação dos filmes não é o suficiente: O que você tem visto?

By Larissa Bueno - junho 03, 2021



Escutei uma frase em uma ministração que me fez querer compartilhar um texto sobre isso aqui na internet. A frase era a seguinte "Respeite a classificação da idade nos filmes". O contexto era em relação a crianças quererem assistir filmes com classificação maior do que a sua idade. Assim como adolescentes também. "Ah mas não tem nada a ver" o filme na maior  parte do tempo pode até não ter excesso de cenas que não são apropriadas, mas é quase impossível não ter. 

Eu tenho 21 anos de idade, e sinceramente, não suporto assistir filmes com classificação acima de 14 anos. A forma com os filmes tem retratado principalmente os romances, que é o meu gênero favorito, fogem dos meus princípios como cristã e como mulher. O que me fez cancelar a minha assinatura da netflix no ano passado. Pois já tinha assistido todos os filmes de romance com a classificação que eu acredito ser ainda "assistível". Mas antes, tinham lançado uma série, que pela introdução parecia ser muito, muito boa, fiquei interessada em assistir pois tinha dança envolvida, e eu particularmente amo filmes/series com dança, ainda mais clássica.  Comecei o primeiro episódio e me arrependi no segundo. Porque era tanta contaminação, tantas palavras torpes, cenas que sinceramente achei escrotas demais, que fugiam absurdamente dos meus princípios. A classificação era de 16 anos. Eu com quase 21 não consegui assistir e parei ali mesmo, cancelando a assinatura em seguida.

E aqui quero entrar em um ponto importante: não é porque a classificação é para a sua idade que você deveria assistir.  Se com a classificação de 16 a serie pra mim virou uma total perca de tempo, pra não dizer outras coisas, não quero imaginar como são os filmes e séries a partir dessa classificação.  

Pode até parecer que não tem nada a ver, diante do mundo em que estamos vivendo, e no contexto que estamos inseridos, em que cada pessoa vive para o seu próprio prazer. Mas se eu posso manter pura a minha mente, evitando ver e ouvir certos tipos de coisa, porque não fazer isso?  Porque sim nós podemos andar na contramão do mundo, mantendo sã a nossa mente daquilo que pode ofender e interferir os nossos princípios.



Podemos até não praticar coisas como as tais, mas estaremos alimentando algo dentro de nós, que o cinema,  que a tv, diz ser uma realidade, mas que na verdade é tudo mentira.  É triste ver que pessoas estão baseando os seus relacionamentos através daquilo que veem e querem fazer igual, achando que aquilo é a forma correta, e não, não é. Se canais fechados tendem a ser assistidos por pessoas que não tem a classificação etária, imagina então nos canais abertos.  

Dia desses, liguei a tv, para distrair um pouco, e fiquei assustada, porque em um canal aberto, as 15h da tarde estava passando uma novela eu acredito, com cenas que sinceramente, nem deveriam estar aparecendo naquele horário, ainda mais por ser um canal aberto. 

E pessoas e pessoas estão achando tudo isso normal. Se eu posso usar esse espaço para falar a minha opinião sobre o assunto: não tem nada de normal nisso. Acho até falta de respeito, pois se eu com 21 anos não consigo assistir um filme com classificação de 16 anos porque acho ser algo péssimo, imagine um adolescente de 16 anos assistindo aquilo. O que estava dormente dentro de si, agora vai começar a ansiar por viver aquilo, e com 16 anos já vai ter formado algo na cabeça, que o mundo está ditando ser prazeroso e algo bom, quando  na verdade tudo aquilo é mentira e ilusão. 

Desde então tenho ficado muito indignada com tudo isso. É possível SIM fazer roteiros interessantes sem meter varias cenas inapropriadas, vocabulários impróprios e tudo mais, mas a sensação que dá é que eles estão buscando ser mais do que interessantes nos filmes/séries, mostrando algo que não é real  para que as pessoas fiquem presas a aquilo. 


Não é porque a sua idade permite que convém você fazer, sabe?

 Precisamos parar de achar que é normal o que o mundo tá ditando ser normal entre os adolescentes e jovens, até mesmo adultos, principalmente em relação a filmes que deixaram de ser apenas românticos, e começaram a vulgarizar aquilo que na verdade, deveria ser sagrado, se é que me entendem.

O desejo do meu coração é que você reflita sobre isso, sabe, comece a analisar o que você se esta assistindo, se isso esta acrescentando coisas boas a você ou está defraudando todos os princípios que ao longo dos anos você foi aprendendo. E se sentir de compartilhar com alguém que você conhece, não deixe de fazer isso, compartilhe mesmo, pois pessoas podem estar aprisionadas nisso, sem saber o que fazer para parar.

Compartilhe com quem você gosta,
Com carinho, Lari.

  • Share:

Você pode gostar também

2 comentários

  1. Nossa, Lari, acredita que eu tenho pensado muito sobre isso, inclusive ontem mesmo estava voltando a refletir o assunto? Achei incrível a sintonia dos pensamentos, hehe!
    Teve uma experiência específica que me despertou para isso, que foi quando eu assisti a um filme e nem me atentei à classificação e, nossa, como eu me arrependi de ter clicado naquele filme. Era para 16 anos, eu tinha 17, e teve uma cena tão explícita e incômoda, totalmente desnecessária à história, o que é ainda pior. Poderia ser um filme muito bom, a proposta era bem interessante, não fosse isso.
    Desde então eu ressignifiquei minha visão sobre. Meu limite atualmente para assistir algo desconhecido tem sido classificação 12, e em casos raros 14, normalmente se for algo que eu já conheça e saiba o que motiva o número. Um 10 ou Livre me deixam muito mais tranquila, sinceramente!
    Parece loucura para as outras pessoas entenderem essa escolha, mas é realmente um cuidado com a nossa mente. Já basta tantos maus pensamentos que nos aprisionam contra nossa vontade, por que não evitar o que podemos?
    É tão confortante ler sua opinião semelhante à minha, Lari. Expressou muito do que penso. Post incrível, incrível.

    Abraços,
    Any.
    Poetiza-te

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa questão da classificação tem ido de mal a pior, sinceramente, e eu também prefiro mil vezes assistir um filme com classificação de 10, 12, e como você disse em alguns casos 14 do que perder o tempo assistindo essas coisas que na verdade só poluirão as nossas mentes.

      É muito importante nos atentarmos a essa fato Any,
      feliz demais que estamos na mesma linha de pensamento, e é bom poder compartilhar isso com quem entende também.

      Grande beijo <3

      Excluir