A preciosidade de registrar momentos

By Larissa Bueno - setembro 28, 2021



Quando éramos crianças, muitos de nós ansiávamos por crescer logo, nos tornar adultos e finalmente ter "o controle" das nossas vidas e do nosso nariz. E não sei com vocês, mas para mim parecia que iria demorar uma eternidade para que eu completasse o marco de 18 anos, em que a vida realmente começa a se tornar mais séria e com mais responsabilidades. Mas a verdade é que só parecia estar demorando para chegar a tal idade sonhada, ao inicio da vida adulta, só percebi isso quando vi passar diante de mim os meus 15 anos, e tudo pareceu passar depressa e como num piscar de olhos, já estava com 18, 20 e agora quase completando 22 anos.

É o que dizem por aí, depois dos quinze a vida acontece mais depressa, a sensação é que os anos passam mais rápidos e que quando nem esperamos já estamos quase chegando em um quarto de século. Você tem essa sensação? Me deixa saber nos comentários por favor.

Essa breve reflexão sobre a vida estar passando depressa tem tudo a ver com o tema do post que é sobre a preciosidade de registrar os momentos. Particularmente sempre gostei muito de escrever e também tirar fotos, ainda que não eram tão cheias de técnicas e profissionais, mas gostava de registrar o que não queria esquecer algum dia. Ao longo dos últimos anos fui intencional nessa tarefa de registrar por escrito algumas etapas e momentos da minha vida, para que eu não viesse a esquecer do que tinha passado, dos meus pensamentos e das pequenas alegrias que invadiam o meu rosto de alegria e esperança.

Lendo alguns desses registros, que em sua maioria eram em formato de carta para a Larissa do futuro, percebi que lá no passado eu não conseguia enxergar o que hoje enxergo lendo aquelas mesmas palavras que eu escrevi, é como se os olhos fossem abertos para coisas que eu talvez deixei passar despercebido lá trás sabe? Mas também, me fazem lembrar de coisas que eu não lembrava, de detalhes que eu passei despercebida e que a minha lembrança por vezes falha ao tentar lembrar daqueles momentos tão importantes.

Registrar momentos, sejam por escrito ou por fotografia/videos é tão precioso, imagine chegar no fim da vida, se você ainda é jovem hoje, e ter em mãos vários relatos de décadas atrás para mostrar e contar para os seus filhos e netos. Imagine, um dia olhar para todos aqueles registros e perceber o quanto você teve que enfrentar e vivenciar para estar onde você está hoje. Lembrar também das suas pequenas vitórias e conquistas para manter o coração grato por toda a vida e se alegrar lendo aqueles relatos de um dia ensolarado com os seus melhores amigos e como isso te fez bem naquele momento.

Algumas coisas que escrevemos e fotografamos nem sempre darão certo e permanecerão em nossas vidas, sejam empregos dos sonhos, pessoas, família, planos, metas, objetivos, pensamentos, tudo isso tende a ficar ou não em nossas vidas. E quando algo sai, sem aviso prévio, quando se há algum registro nós fazemos questão de jogar fora, de rasgar, e querer esquecer aquilo a todo custo. Mas sabe de uma coisa? Um dia você vai querer rever os momentos da sua vida, sejam os excelentes, sejam aqueles que te forjaram ser quem você é hoje, e se não tiver registros, você simplesmente irá esquecer com o tempo como pensava, como estava naquele momento, e o que de fato aconteceu para que você desistisse de algo sabe?


Registre os momentos e guarde, mesmo que pareça que hoje não faz sentido guardar aquilo ou registrar, guarde e registre, aproveite a oportunidade do hoje para tornar essa preciosidade presente em sua vida. Posso te garantir que muita coisa do que escreveu ou registrou, um dia, te fará ficar com muito orgulho de si mesma por tanta coisa que passou e ainda continua sorrindo, de pé, com os olhos fixados em algo maior!

Não confie tanto assim na sua memória, ela poderá falhar um dia, guarde também alguns registros.

Espero com todo o meu coração que esse texto tenha feito sentido para você e se ainda não tem o hábito de registrar de alguma forma os momentos da sua vida, tente fazer isso, alguns anos depois você ficará surpresa com as coisas que a sua memória talvez não foi fiel de manter a memória tão clara de coisas que viveu. 



Compartilhe com quem você gosta,
Com carinho, Lari.

  • Share:

Você pode gostar também

0 comentários