A vida mais offline

By Larissa Bueno - fevereiro 24, 2020



Quem me acompanha e me conhece mais de perto, percebeu que nos últimos dias, pra ser mais exata na ultima semana eu desapareci das redes sociais depois de colocar uma reflexão sobre algo em uma publicação. Na verdade, a muito tempo estava incomodada em estar sempre online e a minha vontade era desconectar de vez, naquele mesmo momento. Entretanto, meu aniversário estava chegando, e as pessoas usam as redes sociais para me desejar feliz aniversário, seria chato da minha parte não me preocupar com  isso, mas assim que o dia virou a passou o meu aniversário, me desconectei das minhas contas , só deixando o whatsapp funcionando pois é a forma de me comunicar com meus pais, meu namorado e amigos mais próximos.

Sinceramente, eu sempre gostei de tirar uma semana e até mesmo mais, pra ficar offline de tudo, nem chegava a conectar o wifi no meu celular, se precisasse pesquisar algo olhava no notebook e isso foi muito bom para o meu desenvolvimento pessoal e para o meu comportamento também, porque eu via que quando ficava off, meu dia rendia muito mais, conseguia fazer tantas coisas, percebia os detalhes, prestava mais atenção e principalmente não enchia a minha cabeça com coisas desnecessárias. Mas sempre que voltava a me conectar com a internet, aparecia uma preocupação: eu realmente quero gastar o meu tempo, que é tão precioso, com isso? Conforme o tempo foi passando e cada vez mais eu fazia isso a graça de estar presente nessas mídias sociais foi se perdendo e eu passava cada vez mais sumida delas, aparecia todos os dias mas não como antes, com mais discrição, não como se fosse a unica coisa do meu dia.


Parece um pouco estranho tudo isso, porque afinal eu trabalho com a internet, eu uso as minhas redes sociais para falar sobre Jesus, para motivar pessoas, para tocar a vida das pessoas através do que Jesus depositou em mim. Mas eu também sou humana, eu falho, eu preciso me desconectar alguns momentos para que isso não se torne uma rotina, não se torne um peso pra mim, não se torne fútil mesmo com toda essa intenção. Estar presente, principalmente no instagram, estava me fazendo muito mal mesmo que eu não gastava mais tanto tempo nele ou postava tudo o que eu fazia, como antes postava, fui me desvencilhando aos poucos até que eu disse chega!

Eu não quero ser assim, não quero ser taxada pelo o que as pessoas acham que eu sou através das redes sociais, eu sou uma pessoa normal, tenho problemas, tenho crises, ansiedade, preciso melhorar todos os dias mas mesmo que eu não mostre ser outra pessoa na internet, as pessoas infelizmente criam uma mentalidade de quem você é e usa isso para te definir. Não só isso, como também ver o que as pessoas estavam postando estava me fazendo mal num momento de crise existencial. Eu via todo mundo fazendo alguma coisa de interessante, e eu estava em casa, sem fazer nada, sem ninguém por perto e isso estava me consumindo, e pensar que as pessoas me viam de forma diferente ainda mais.

Acredito que cada pessoa nasceu para cumprir um propósito, e nos últimos dias está bem evidente a mim qual é o meu propósito de vida. Parei para analisar e dentro de mim o Espirito Santo dizia que eu precisava viver de forma diferente por causa desse propósito, eu precisava gastar o meu tempo com Jesus se eu quisesse viver algo incrível. As redes sociais podem me trazer nome, fama ou algo do tipo mas só Jesus tem o poder de me fazer viver a minha jornada de vida de forma plena. Precisei me esconder por um tempo, não sei ao certo quanto tempo ainda, como costumo dizer para os de perto, para que Jesus seja a minha prioridade, para que o meu tempo seja gasto com ele, para que somente ele seja importante e suficiente.

Confesso que eu estava preocupada com o blog, porque essa é uma ferramenta que eu posso falar com milhares de pessoas ao mesmo tempo através de um texto e com essa minha retirada das redes sociais as visualizações do blog despencariam, mas mesmo assim segui firme em me colocar offline de tudo, Jesus seria a minha estratégia de publicidade e marketing nesse tempo. Tinha convicção de que as pessoas que precisavam ler o que escrevo, iriam ler, de alguma forma, eu me importava com elas. No mesmo dia, as visualizações do blog começaram a ganhar altura e até hoje, dia em que escrevo, só aumenta, sem eu sequer divulgar nas redes sociais.

Isso mostra, que mesmo nos mínimos detalhes Deus nos surpreende e que a vida offline deveria ser vivenciada mais vezes, pois você também consegue dar mais atenção as pessoas que andam com você e os momentos de forma melhor.

Recomendo a leitura do post: Use o que você tem nas suas mãos

Não deixe de me seguir no Pinterest, clicando aqui, onde compartilho várias coisas interessantes sobre desenvolvimento pessoal, organização, vida saudável, receitas e produtividade, como também se inscreva na Newsletter, logo aqui em baixo, no rodapé do blog para que você receba as notificações sempre que sair post novo aqui no blog e faça parte dos seguidores do blog se inscrevendo logo abaixo também. Me acompanhe também no instagram que é @larissabuenoc. Tem várias coisas legais por aqui aproveite para conferir navegando pela página, é muito bom ter você aqui com a gente.

Compartilhe com quem você gosta,
Com Carinho, Lari.  

  • Share:

Você pode gostar também

0 comentários